Feeds:
Posts
Comentários

Hoje vamos aprender montar um ambiente de desenvolvimento para aplicações escritas em PHP, com isto iremos ter que configurar diversos componentes, nas áreas de teste e produção de código.

Vamos dividir este artigo nas seguintes partes:

  1. Instalação do Kubuntu 8.04
  2. Instalação da OpenJDK
  3. Instalação do Subversion
  4. Instalação do Netbeans 6.1 para PHP
  5. Instalação e configuração do Apache httpd
  6. Instalação e configuração do PHP-5

Continuar Lendo »

Mudança de rumo

Saudades do nosso blog, andei muito tempo sem publicar nenhum conteúdo, nestes últimos tempos, é aconteceram muitas coisas na minha vida, calma não vou ser pai não, mas muitas coisa que fiz deu certo e agora eu estou começando uma vida nova, vou mudar de emprego mas não vou deixar de fazer as coisas que mais gosto. Então teremos muitas novidades, vou começar em um ambiente novo.

Vamos ao que interessa então, há algum tempo venho escrevendo um artigo de como montar um servidor de páginas usando ferramentas como, Ubuntu Server, quero aproveitar mudar algumas coisas, estava escrevendo com o 7.10 mas agora estou mudando para outra versão mas recente, quero montar usando a versão Hardy, dois motivos serviram para ser tomada esta decisão. Primeiro é uma receita de bolo para montar servidores confiáveis, uma vez que ele é LTS, ou seja um grande período de suporte e patchs de segurança. Também vou utilizar a OpenJDK, uma reclamação antiga de alguns leitores, vou buscar mostrar mais configurações no Apache Geron imo.

Outro possível artigo será a montagem de um ambiente de desenvolvimento de aplicativos, vou procurar montar um ambiente completo, desde o gerenciamento com Trac e Subversion, ambiente de programação e base de dados.

Estas são algumas novidades que pretendo publicar. Nos próximos dias estarei postando mais alguns artigos!!!

Bem pessoal neste artigo, pretendo elucidar sobre a construção de um ambiente totalmente opensource para desenvolvimento de aplicações Java (J2SE, J2EE), logo podemos falar que este nosso material irá tratar dos seguintes assuntos:

  1. Obtenção e instalação do Kubuntu
  2. Instalação do Interpretador e compilador de Java
  3. Obtenção e instalação do Netbeans 6.0
  4. Obtenção e instalação do Eclipse 3.3.1
  5. Instalação do Servidor de Banco de dados PostgreSQL
  6. Obtenção e preparação do Hibernate
  7. Mozilla Firefox e seus ajudantes
  8. Fonte bibliográfica

Cada assunto deste ainda vai ser detalhado para uma maior liberdade, uma vez que esta preparação pode ter várias caracteristicas podendo assim oferecer uma gama maior de recursos.

Continuar Lendo »

1. O que é o projeto Geronimo

A Apache Software Foundation desenvolve esta aplicação para ser a sua distribuição completa de servidor de aplicação Java EE 5, para isto reuniu as melhores ferramentas que produz dentro deste servidor para atender as necessidades dos desenvolvedores de sistemas.

2. Onde posso conseguir este tal de Geronimo

Assim como todas as outras ferramentas da apache o endereço do site oficial desta aplicação é http://%5Bprojeto%5D.apache.org logo o endereço para conseguir o Geronimo é http://geronimo.apache.org, neste endereço você fica por dentro das ultimas novidades do Geronimo: desenvolvimento, noticias, novas funcionalidades entre outras.

Mas vamos deixar de papo e vamos partir para o download. Para baixar o Geronimo vamos acessar a página http://geronimo.apache.org/downloads.html, no momento em que este artigo estava sendo produzido a ultima versão estável era a 2.0.2, logo iremos baixar esta; para instalar servidores de produção primeiro verifique se a versão é estável e se as assinaturas do arquivo baixado é a mesma que é informada no site oficial.

Clique na versão que lhe for interessante, no meu caso como estou instalando um ambiente de testes vou utilizar a ultima release. Ao escolher a versão você será direcionado a uma página onde você irá escolher o sistema operacional e se você prefere Tomcat ou Jetty, eu escolhi a versão com Jetty por querer tambem conhece-lo. E por último você será direcionado a página de mirror, escolha entre servidores http e ftp e comesse o download.

root ~ # mkdir geronimo
root ~ # cd geronimo
root ~/geronimo # wget -c http://linorg.usp.br/(...)/geronimo-jetty6-jee5-2.0.2-bin.tar.gz

O download de 55MB aqui levou cerca de 12 minutos para ser descarregado, enquanto isto aproveitei para conhecer um bugtrack chamado JIRA, espero escrever algo sobre o mesmo logo. Agora vamos instalar o Geronimo:

root ~/geronimo # tar xzf geronimo-jetty6-jee5-2.0.2-bin.tar.gz
root ~/geronimo # geronimo-jetty6-jee5-2.0.2/bin/geronimo.sh start

Já temos uma instancia do geronimo rodando na porta 8080 para verificar entre na página http://localhost:8080/console deve aparecer uma página igual a esta logo abaixo:

Tela do console do Geronimo

No campo username coloque system e no campo password coloque manager, agora clique em Login, com isto será carregada uma nova página este é o ambiente de produção do servidor Geronimo, veja a figura abaixo:

Tela do console do Geronimo

Já temos um servidor Geronimo rodando, podemos partir para o exemplo de teste do servidor de aplicação.

3. Exemplo simples de um deploy

Então iremos usar o Netbeans 6.0 para desenvolver este exemplo, e como todo apresentação vamos fazer um básico hello world. Vamos fazer um exemplo simples somente para demostrar o deploy de uma aplicação. Então abra o Netbeans 6.0 e crie um novo projeto Web (considero que já saiba mexer com o Netbeans por esta ser uma ferramenta popular). Veja as figuras abaixo para ver os passos a seguir:

3.1. Abrindo as propriedades do projeto

Primeiro clique com o botão diretor do mouse sobre a raiz do projeto que foi criado para o nosso hello world e procure o item ‘Properties’. Veja como na figura abaixo:

Agora deve ser aberto a janela com as configurações do projeto, neste momento iremos mudar a configuração de empacotamento, iremos informar ao Netbeans para ciar um pacote war para poder realizar o deploy no Geronimo, veja a figura abaixo:

Agora vamos criar no nosso pacote WAR, então como no passo anterior vamos clicar com o botão direito do mouse sobre a raiz do projeto, agora selecione o item ‘Clean and Build’, com isto será gerado um arquivo [projeto].war dentro da pasta dist dentro do pasta do projeto.

4. Publicando o War

Para publicar iremos ter que acessar novamente o console do Geronimo, quando tiver na página inicial clique no item do menu ‘Deploy now’, irá aparecer uma nova tela com dois locais onde você pode fazer upload de arquivos, use o primeiro e clique para selecionar o arquivo, depois clique no botão instalar, veja figura logo abaixo, atenção nas setas vermelhas:

Caso não ocorra nenhum erro, a sua aplicação esta instalada e já pode ser acessada.

5. Fonte bibliografica


Digg it! Del.icio.us BlinklistBlogmarksAdicionar ao Live Favorites Google Bookmarks Reddit Furl Ma.gnolia Facebook Newsvine Technorati Stumble It! rec 6 jump, conteúdo grátis!

Bem pessoal ainda hoje muitas pessoas imaginão que a autênticação do SQUID precisa de plugins especificos e que os plugins só podem ser aqueles que tem na Internet, há algum tempo tive que fazer um autênticador para base OpenLDAP.

O ambiente era o seguinte: Existia uma base de usuários no nosso servidor de LDAP samba que deveria sincronizar todos as senhas dos nossos serviços, seja e-mail, samba, sistemas internos e agora o nosso SQUID.

Inicialmente procuramos alguns plugins na internet, achamos vários autênticadores de LDAP e isto chamou a minha atenção. Então decidi ver como estes plugins funcionavam, e percebi que fazendo a seguinte chamada:

root # ./plugin-auth-squid [usuário] [senha correta]

OK

Já com a senha ou usuário invalido:

root # ./plugin-auth-squid [usuário] [senha errada]

ERR

Então fica a ai a dica, caso queira fazer o SQUID autenticar com o que você quiser basta seguir esta receita.

Para as pessoas que aguardavam a versão final do Netbeans, já esta pronta desde o dia 27/11 parecia que estava tudo parado, mas o pessoal da equipe SUN Netbeans tinha congelado tudo para fazer uma update que foi publicado nesta ultimo dia 4 de dezembro. Versão nova, site novo, estão todos de parabens, a equipe que desenvolveu, o pessoal que testou e também o pessoal que agora vai testar.

Ainda é cedo para adotar a ferramenta como padrão para o desenvolvimento nas software house, mas veremos logo logo elas migrando para esta nova versão. Volto com mais detalhas quando tiver tempo para testar, mas por agora apenas deixo o endereço do sitio (www.netbeans.org) onde você pode baixar esta ferramenta.

Pelo que parece o pessoal que desenvolve o netbeans já chegaram em uma fase estável, podemos perceber que na base de desenvolvimento já temos relatos do sucessor do esperado Netbeans 6.0, esperamos que em poucos dias possamos baixar e desfrutar das funcionalidades desta ferramenta.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.